fbpx

Produtividade e lucratividade são a mesma coisa? Confira aqui

3 minutos para ler

O sucesso de qualquer tipo de negócio está relacionado ao lucro que ele produz, certo? No meio rural, não é diferente. No entanto, é preciso entender que grande produtividade nem sempre é sinônimo de lucro

Em uma safra, podem ter havido custos e despesas que passaram despercebidos, números que não foram contabilizados e dados distorcidos. Por isso, mesmo que uma propriedade tenha alcançado uma produtividade expressiva, ela não obteve lucro necessariamente.

Neste artigo, vamos mostrar a diferença entre produtividade e lucratividade numa propriedade rural. Continue a leitura!

Qual a diferença entre produtividade e lucratividade?

Como já foi dito anteriormente, produtividade e lucratividade não são a mesma coisa. A primeira está relacionada ao desempenho das atividades agrícolas ou pecuárias na safra, enquanto a segunda tem a ver com o saldo entre as receitas e despesas das atividades.

Alguns produtores rurais trabalham com metas de produtividade que, quando alcançadas, são motivo de grande orgulho. É claro que esse índice interfere diretamente na receita da lavoura, mas ele nem sempre é sinal de lucro — que é o objetivo de qualquer negócio.

Isso acontece porque o aumento da produtividade geralmente está relacionado ao aumento dos custos. Para se produzir mais, é preciso fazer mais investimentos, sejam em insumos, equipamentos ou mão de obra. No final das contas, se esse incremento nos custos for maior do que o aumento na receita, a produção pode até aumentar, mas o lucro diminuirá.

Como calcular o lucro de um negócio?

Para calcular o lucro de uma safra, é necessário conhecer tanto a receita quanto os custos reais da produção. E, quando falamos nisso, não estamos nos referindo apenas aos gastos com insumos — chegar a esse número não é tão simples quanto somar os valores das notas fiscais. 

Para obter dados reais, é preciso considerar os custos operacionais de toda a propriedade, como transporte, armazenagem, impostos, seguros, juros de financiamento, manutenções, folha de pagamento, despesas administrativas, pró-labore, dentre outros. 

Com esses números todos documentados, você conseguirá chegar aos seus índices de lucratividade e avaliar a viabilidade econômica de sua propriedade baseado no lucro, e não somente na produtividade

Como tornar minha produção mais lucrativa?

Como você já sabe, uma propriedade rural deve ser orientada pela lucratividade e não necessariamente por alta produtividade — afinal, o foco no segundo ponto pode gerar gastos desnecessários. Às vezes, uma produção baixa tem menos riscos e gera mais lucro.

O primeiro passo para trabalhar orientado por lucratividade é enxergar o negócio agrícola como uma empresa. Isso quer dizer que as decisões devem ser tomadas com base em dados, com o apoio de sistemas de gestão e ferramentas de planejamento.

Além disso, também é preciso estabelecer metas, ter colaboradores motivados e treinados, planejar a comercialização da produção e investir em manutenção.

Agora que você já sabe a diferença entre produtividade e lucratividade, o que acha que deve priorizar nos negócios? Será que vale a pena investir cegamente em grandes produtividades mesmo que ela não traga o lucro esperado? Refletir constantemente sobre esse e outros pontos que envolvam a gestão de uma propriedade rural torna o negócio mais sustentável e eficiente economicamente e pode trazer novas perspectivas para o produtor.

Gostou deste conteúdo? Compartilhe o post nas redes sociais e ajude seus amigos a entender melhor a diferença entre produtividade e lucratividade!

Você também pode gostar

Deixe um comentário