fbpx

3 erros de gestão agrícola que você deve evitar!

3 minutos para ler

Você sabe como garantir que a sua gestão agrícola apresente resultados positivos? De fato, isso pode causar um grande impacto no sucesso de uma fazenda, incluindo benefícios como uma maior lucratividade da produção, um controle mais preciso da safra e a redução de custos, de modo geral.

Pensando nisso, elencamos neste post 3 erros que você deve evitar e se aproximar ainda mais de uma safra de sucesso. Continue lendo e confira!

1. Não investir em tecnologias digitais no campo

O avanço das tecnologias digitais tem uma grande influência nos diferentes setores da economia, e com o agronegócio não poderia ser diferente. Com elas é possível garantir mais praticidade, sustentabilidade e eficiência para o dia a dia da fazenda. Justamente por esse motivo, não utilizá-las é um dos maiores erros de gestão agrícola.

Se quiser que sua propriedade rural cada dia mais apresente resultados positivos, você produtor e gestor precisa estar atento a certas tendências que indicarão o comportamento do mercado no futuro próximo. O uso de sensores, drones e softwares de gestão são algumas delas.

2. Não monitorar a lavoura

Manter um monitoramento constante da lavoura não é uma tarefa simples, mas isso não significa que ela deva ser deixada de lado. Esse é um dos grandes erros de gestão, a propósito. O grande problema é que ainda existem muitas técnicas antigas e pouco eficientes sendo aplicadas neste processo.

Monitorar a lavoura e escolher o manejo correto para cada atividade é um dos passos mais importantes da rotina de trabalho em uma fazenda. Por isso, tomar decisões por meio da intuição — ou, o pior, não fazer monitoramento nenhum — pode custar caro para a propriedade rural, gerando desperdícios e prejuízos.

Powered by Rock Convert

Por outro lado, quando isso é feito consistentemente, o controle de doenças, pragas e ervas daninhas fica cada vez mais prático e ágil. Além disso, tendo informações atualizadas sobre a lavoura os gestores conseguem tomar decisões mais eficientes, o que facilita a gestão de propriedade rural como um todo.

3. Não utilizar meios mais eficazes para o controle fiscal

Utilizar alternativas pouco eficazes, como planilhas, para realizar o controle fiscal não é recomendado atualmente. Isso porque é muito fácil perder o controle das informações dispostas nesse tipo de documento.

Um único dia em que o gestor esquecer de atualizar essa planilha, por exemplo, já pode comprometer todo o ano fiscal da fazenda. Além disso, ficar atualizando versões de um mesmo documento é uma grande perda de tempo que poderia ser utilizado com mais inteligência para a realização de outras tarefas.

Uma boa solução para esse tipo de problema, como já citado, é contar com a tecnologia. Softwares e aplicativos especializados são mais eficazes para o armazenamento de todos os dados necessários.

Enfim, quando bem executada, a gestão rural traz diversos benefícios para a fazenda e a todos envolvidos no negócio. Para que seja mais simples executar essa tarefa, é de extrema importância contar com o auxílio da tecnologia, que automatiza processos complexos e oferece todas as ferramentas para o aumento da produtividade e lucratividade.

Agora, se você gostou desta leitura, que tal conferir também quais são as principais informações para se tornar um produtor rural focado em resultados?

Você também pode gostar

Deixe um comentário